Lembranças da Campininha: narrativas audiovisuais, identidade e pertencimento

Pesquisa de doutoramento pelo programa de pós-graduação em Arte e Cultura Visual da Faculdade de Artes Visuais - FAV da Universidade Federal de Goiás - UFG, sob a orientação da Profª Drª Alice Fátima Martins.

Resumo

A pesquisa pretende, a partir de narrativas audiovisuais produzidas por adolescentes e jovens de uma escola pública do Bairro de Campinas – Goiânia, discutir as relações de identidade e pertencimento desses sujeitos com o lugar onde moram.

Serão utilizadas como estratégias metodológicas a realização de uma Investigação Baseada nas Artes por meio de uma experimentação cartográfica, aplicadas em uma ação de extensão universitária em um contexto de educação não-formal.

Como estratégia de trabalho é proposto o uso da linguagem audiovisual e como ferramenta de produção as mídias móveis, tendo a cultura visual como campo de estudo e referência teórico-metodológico.

Espera-se com esta pesquisa discutir as relações de pertencimento de membros de uma comunidade e suas reverberações nas narrativas audiovisuais produzidas por um grupo de estudantes; produzir, a partir de uma experiência cartográfica, um dispositivo capaz de associar os aspectos territoriais aos narrativos por meio de conteúdos georreferenciados; fomentar nos sujeitos participantes do projeto de pesquisa o desenvolvimento da capacidade de leitura crítica sobre si mesmo e sobre o mundo por meio da produção, análise e interpretação de imagens.

Palavras-chave

Cartografia; identidades; narrativas audiovisuais

 

Objetivos

            - Geral

Investigar nas narrativas audiovisuais produzidas por alunos de uma escola pública localizada no Bairro de Campinas em Goiânia traços identitários desses sujeitos com o bairro.

            - Específicos

Explorar significados e interpretações, presentes nas narrativas audiovisuais, dos adolescentes e jovens que irão participar das atividades de campo em relação ao seu pertencimento e diálogo subjetivo com o lugar em que moram.

Estimular o desenvolvimento de um olhar crítico desses sujeitos a partir de seu repertório imagético e do contexto social/visual em que estão inseridos.

 

Previsão de Conclusão

Março de 2017

 

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!